Tuesday, June 17, 2008

The Truth Seekers






These are some of the Truth Seekers I would like to thank. As all truth seekers, they are admired by honest, decent, law obeying citizens and hated by the others, the criminals, those who defend them and all those who fear the truth and what the truth may bring.




Gonçalo Amaral





Paulo Pereira Cristóvão






Francisco Moita Flores



Carlos Anjos

And also:

Paulo Reis

Felícia Cabrita

Hernâni Carvalho

Joana Morais

and many, many others around the world who have sacrificed themselves and their lives to speak their minds and fight for justice and the truth. May they all be blessed.


97 comments:

Anonymous said...

Apoiado sim senhor... well done

Cláudia said...

Thanks, 'anonymous'! ;-)
Beijos!

Anonymous said...

Claudia, mais uma vez o meu apoio. Defender a verdade e a justiça das coisas não é para todos, especialmente quando as forças que têm operado por detrás de todo este processo são poderosas como já se viu. Ninguém duvida de que há controle e controle significativo. basta ver a forma descarada como os defensores públicos dos McCanns deturpam os factos, manipulam e distorcem os arugumentos,dizem e desdizem-se com toda a lata. Os poderes protegem-se e encobrem-se uns aos outros, é vergonhoso a forma como ignoram a justiça mais elementar. Assim sendo, é preciso ter coragem para enfrentar toda esta gente e fazer frente aos malabarismos dos discursos, nomeadamente às acusações sinistras de que a PJ tem sido alvo. A blogosfera tem tido um papel fantástico em todo este processo e as pessoas não são estúpidas. Há milhares de pessoas que não «dormem», que têntido crítico e que sabem somar dois e dois.Um blogg como o seu (teu) Claudia é fundamental. Obrigado, ana V. castro

Cláudia said...

Obrigada, Ana.
Não tenho medo de mentirosos de trazer por casa, de PR patéticos que ganham a vida a mentir de forma crónica e muito menos de groupies perversos e perturbados cuja missão na vida é defender criaturas que, no mínimos dos mínimos, trocaram três filhos de 3 e 2 anos de idade por uma refeição, bebidas e diversão com os amigos, deixando as crianças abandonadas num quarto num país estrangeiro, entregues à sua sorte e expostos a todo o tipo de perigos.
Obrigada, Ana.
Espero lê-la mais frequentemente.

Cláudia said...

I'm sorry, Bianca. But provocative posts from recent pros are not published here. If you wish to refrain your tone, I'll think about it.

children_deserve_protection said...

"Recent Pro's"? Do read my blog Claudia - you'll soon see I am no Pro-McCann!

I am just unsure how ANYONE can be sure that Madeleine is definitely dead. To me, nothing has been presented so far that makes this a certainty. And if it were ME in charge of this investigation (but thank the Lord it isn't!) I would have kept searching for Madeleine, because if there is even the slightest doubt, then one should not give up!

This is honestly how I see it. However, I accept that as this case so far has been guarded by strict secrecy laws, the PJ may have much more (or alternatively, much less!) on the McCanns than people realise. Certainly, newspapers can be unreliable, so unless we are able to read the actual case files ourselves (as David Brown seems to think we will be able to soon) then it is very difficult to know what exactly has been going on in this case.

The only thing we know for sure is that the McCanns neglected their children (because they TOLD us they did) and that Madeleine is now gone.

Cláudia said...

Bianca, you're a turn coat. And everybody knows that. Pros and antis. You have changed your mind more often and quickly than highway whores change underwear. Most people know very little about all this. But you seem to know even less. Proving something in a court of law and being certain about something are two very different realities. Ask Michael Jackson and O.J's prosecution team.
The only things we know for certain in this case is that (1) Madeleine's parents neglected her and because of that she is missing; (2) two amazing specialist dogs detected the scent of blood and death in that apartment and no deaths have occured there previously; (3) The McCanns have done their best not to help authorities do their job by leaving and refusing to cooperate afterwards and by publicising Madeleine's eye detail after the PJ begged them not to because in case of an abduction that would mean her immediate death.
Having said that, this blog is not intended to discuss the details of this case. The title should have told you that. And thanks, but I'm not that interested in your blog.

children_deserve_protection said...

Oh and by the way -

I doubt someone revolting enough to become a "highway whore" would bother to keep changing their undies!

;-)

Cláudia said...

I did not publish your comment because I do not wish to let you turn this place into a a place where you can insult the people you recently hate. Since you were banned you have displayed a hideous side to your personality, Bianca. You sound like a vindictive, vengeful crusader. Yes, you definately are a turn coat. On DE you were at least as hated by the pros as Viv, if not more and they considered you one of the most radical antis. And don't come up with the 'murder' excuse because as you know damn well I never believed it was murder, I don't believe it's a muder case and I have very good reasons to believe so. Very, very good reasons.
Your rage is so obvious it's kind of pathetic and embarrasing, Bianca. You stated that Viv did you a favour and that you were felling uncomfortable on her blog and yet, weeks after it happened, you still can't deal with it. What kind of life have you got, woman? Is it so sad that not being able to post in a blog makes you that resentful, that vindictive, that enraged? Can't you see how ridiculous that is? There is a life beyond all this, you know? It's beyond me how something like that can affect a normal adult the way it has obviously affected you and that you don't even try to hide.
Yes, I do consider you a turn coat and I do believe you have no integrity. At all. Not even a microscopic trace of it. Why? Because the minute you were banned from Viv's you were 'socialising' with the people you called the worse names possible and who insulted you like you were the devil. And because you're posting here right now after writing in your blog that I'm one of the worst posters, in your opinion. Can't you see how that makes you look, Bianca? It's pathetic. It's like Rosiepoophead falling out with one of her posters/friends/coworkers and then posting here or on Viv's. Bianca, whatever your opinion on this case is, integrety has no price.
My dislike of the McCanns has done nothing to me, Bianca, because unlike you, it means very little in my 'real' life. Whatever happens, Bianca, my life will continue quite good, fortunately. I'll still be hopefully healthy and I'll still hopefully have the people I love all around me. And that's more than I can ask. Madeleine, however, will still be dead because her parents thought that a meal and some fun with friends were more important than their kids. Let us at least hope she's better now. And in peace.
You're right, you know. Pathetic indeed.

Cláudia said...

I disagree, Bianca. Depending on the circumstances, I would feel a lot more respect for a whore than for child neglecters. Many women in this world become whores to feed their children. And those, Bianca, I do respect.

children_deserve_protection said...

You're just bloody weird!

Cláudia said...

Bianca, your arguments are overwhelming. But I was at least expecting to have an intelligent conversation. Can you go and get your brain, please. You will need it to interpret this:
---------------------------------

"Sos Maddie has an updated version of their take on the story. Some scepticism about who made her a ward...

"Kate and Gerry McCann are looking to a high-court judge in London to order the Leicestershire police to give them access to documents relating to the enquiry into the disappearance of their daughter. The case is due to take place in open Family Court on the the 7th July, where the police will contest access to the documents.

This information, revealed yesterday afternoon, is confirmed by a source in Enderby police.

Until now the UK police have always refused to give the McCanns and their lawyers access to the documents linked to the enquiry, claiming that they are protected by an agreement with the Portuguese police.

“The document will not help find Madeleine, but revealing their contents puts the successful outcome of the enquiry at risk”, confirmed a British officer at Enderby, stressing that “these documents contain the identity of all the witnesses interviewed in the UK as well as their statements, it also contains the results of the expert tests carried out by the FSS. Early release of this information puts a successful outcome of the enquiry in doubt.”

According to the McCann’s spokesman, Clarence Mitchell, the request has apparently been made by Kate and Gerry McCann acting “in Madeleine’s name” and targeting the release of certain documents.

Madeleine Made a Ward of Court
Arriving back in the UK in September after their hasty departure from Portugal, Kate and Gerry saw Madeleine being put into the wardship of the High Court – a status designed to protect the interests of the child despite her being missing.

According to Clarence Mitchell, the request for wardship was made on the request of the McCanns, but a Leicestershire County Council source contacted by telephone refused to confirm this version of events, stating only that “the authorities acted in the interests of Madeleine alone”.

On the 10th Septemeber 2007, representatives from the police and the Leicestershire County Council met together to review the situation regarding the couple, the twins and the disappearance of Madeleine. A few days later, representatives of social services went to meet with the couple in Rothley.

Kate and Gerry McCann are hoping that their request to judge Mary Claire Hogg will be heard and that the Leicestershire police will be forced to give them access to the files so that they can “assist with their own private search” said Clarence.
------------------------------------

My comment:

Ouch, this must have hurt the pros like sliding through a blade and then landing in a pool of alcohol!
Jesus. I would advise suicide watch for some of them.
So, according to this article:

1 - There are leaks in the UK n(shocking!)
2 - The UK Police has contradicted the McCanns' wished. )Ouch!)
3 - The info in the files will not help find Madeleine (what a surprise!).
4 - There is the possibility of a successful outcome to the enquiry although it has been said Madeleine won't be found (Hmmm, I wonder what they mean...)
5 - FSS results? What results? Are there any results? There is no such thing as FSS results. FSS analised air, we all know that (Ouch, ouch, ouch!)
6 - Hasty departure? How dare they? (Ooops!).
7 - “the authorities acted in the interests of Madeleine alone”. " )Oooouuuucccchhhh!!!)

Somebody please, call an ambulance. NOW!

Cláudia said...

I told you, Bianca: no insults and brain required. You'll see it will do wonders ;-)

Cláudia said...

Bianca, no pro propanda. Thanks.

I see you forgot the words of the 'source'. Tee hee hee.

Have a great Sunday! ;-)

children_deserve_protection said...

"I see you forgot the words of the 'source'. Tee hee hee." -[Quoting Claudia]


What the?

Cláudia said...

Bianca, this is getting really boring. I'm trying to translate here.
...................................

The document will not help find Madeleine, but revealing their contents puts the successful outcome of the enquiry at risk”, confirmed a British officer at Enderby, stressing that “these documents contain the identity of all the witnesses interviewed in the UK as well as their statements, it also contains the results of the expert tests carried out by the FSS. Early release of this information puts a successful outcome of the enquiry in doubt.”
According to Clarence Mitchell, the request for wardship was made on the request of the McCanns, but a Leicestershire County Council source contacted by telephone refused to confirm this version of events, stating only that “the authorities acted in the interests of Madeleine alone”. "

...................................

Do you want me to draw a picture?

children_deserve_protection said...

You think it proves Madeleine is already dead, and that the ongoing "inquiry" is now just a question of crossing the Tees and dotting the Eyes (hence, why the police do not want information released ahead of time)?

Cláudia said...

I think it is bad news. And the best evidence of that is that the pros do not like it.
Rosie, is that you? ;-)

children_deserve_protection said...

" .. documents contain the identity of all the witnesses interviewed in the UK as well as their statements"


The "Tapas Seven"?

Cláudia said...

If you were aware of the ins and outs of this investigation, Bianca, you would know that the PJ asked the British Police to interview dozens of British witnesses who were in Praia da Luz at the time, besides the Tapas.

children_deserve_protection said...

Time will tell what these statements mean Claudia.

For what it's worth though - just because I eventually dropped the manslaughter theory (after never being totally convinced of it anyway - and making this more than clear!) doesn't mean I am now a "Pro". I should be allowed to change my mind over time without having my basic stance on the case (i.e; that the McCanns are child neglecters) disrespected.

This case has been going for quite a while now, so it's only logical that some people will have a slightly different opinion to that that they originally held.

In my case, I have always "thought out loud", and let people know how my opinions were changing/developing as it was happening. I never tried to hide anything.

If that upsets people or causes them to throw tantrums, then all I can say is that is THEIR problem, and not mine!

Cláudia said...

No, Bianca, you are not a pro. You just sometimes try to behave like one because you think that pisses Viv off. But I have to tell you that Viv doesn't give a fuck about what you say, do or think. And she's right. Absolutely right.
Exactly, Bianca. Time will tell. And I have no problem waiting. Not at all. The McCanns, however, seem a bit anxious. This case would be very simple to deal with, if there was no interference, Bianca. There would be an investigation, that investigation would be concluded, the case would go to Court and a team of judges would decide. Personally, that is all I would like to see happen. If they were found innocent of everything except the gross neglect, no problem with me. It didn't happen because this was never just about Madeleine.

Cláudia said...

Ooops, Bianca.
1 - No insults.
2 - Brain.

Cláudia said...

Anon, if that was to try to intimidate me, sorry. Doesn't work. That page is public (because I choose so, of course). It could have been made private months ago with a click. It wasn't and it won't be. Because I choose so. Everything is very well thought of. You know, I could do something similar. Post anonymously in the cyberworld. But with real names, workplaces and even photos. But that would be something a pro would do, of course! ;-) Give my regards to T, L, S, G et al.

Cláudia said...

Bianca, I won't publish your post because you asked me to and because I'm not like you. I don't sell my soul, Bianca. To be honest, that was exactly what you deserved and I even felt a bit tempted after your unexplainable reaction, rage and venom. But I won't do it. Integrity, Bianca. if you still remember what that is. As for the reasons you mention, don't worry. If they really wanted to (and maybe they did), they would have done way, way before, on DE times, when you were very, very different and when the DE could pass info (if you know what I mean. I don't want to be too obvious).
As for your indo, Bianca, I do not have any doubts. Any at all.

Cláudia said...

No, you don't, Bianca. If you did, you hadn't done and said the things you did.
P.S: Teacher in Portuguese is Professora.

Cláudia said...

Biannca, I meant your info.

Cláudia said...

Bianca, I tried to show you the respect you didn't show me.

Cláudia said...

Bianca, when you publish an anonymous comment on your blog that has got a personal p0age of mine, that is personal. And you know, I could do the same. In fact, I could do worse. I could publish real names, jobs and even photos. It's incredible the things we find if we search enough. And speaking several languages also help. So don't say you haven't attacked me on a personal level, because you have. A lot more than I did. Anyway, if there is something I dislike more than turn coats, is people who chicken out and give up. If the McCanns want to sue me because I say they are child neglecters, go ahead. I'll be in court tomorrow. I just demand one thing: that the trial takes place in Portugal! :-)

Cláudia said...

In fact, Bianca, you did what even ST didn't do. Publish it. Because he/she knows it's illegal. Which in fact may not be because it's a nick.

Cláudia said...

Bianca, I don't understand your give up one liner.
As for publishing the stuff you mentioned, I wouldn't. Even if you published the cowardly anon one. First of all, your stuff does not interest me. No offence. Secondly, although I never expected you to say and do the things you did, I don't consider you a Madeleine enemy, unlike others.
Put the comment moderation on on your blog and I'll tell you something.

Doppelganger said...

Claudia,

Well what about my 'problem' with Viv then?

I have always been 'pro Madeleine' but I was banned because I was too good at spotting clones and double-dealing.

Rosiepops and co. may deserve what is coming, but deceiving and manipulating people who trust you in order to get at your 'enemies' is despicable behaviour.

And if you don't know what I am talking about then you are also being deceived and manipulated.

Personally, I don't think you do know, at least I hope not, because you are one of the very few people left on either side who I still have any respect for.

:-)

Cláudia said...

To me, Doppel, it is very easy to explain. Viva asked you over and over again not to feed them. You kept doing it which kept attracting them. Since it is her blog, people who post there should respect what is asked. That is how I was taught. If I invite people toi my place I expect them to follow certain rules, like not smoking, for instance. I'm sorry you still don't underatand what happened, Doppe. Because all could have been easily solved. And once again, this place is not intended for criticism of other posters.

Doppelganger said...

Claudia,

I'm glad you don't understand what happened, but I do.

I also know why Bianca was banned.

But I am not going to tell you what I know because you wouldn't believe me anyway.

And none of what I am talking about has anything to do with Madeleine or Portugal or justice, it is about certain people trying to 'get even' with each other.

You don't seem to have any idea the lengths people involved with this here have gone to in order to try and 'settle scores' and that is why I still respect you.

One day when this is all over, perhaps you may realise that I was one of the 'good guys'

Regards

Doppelganger.

:-)

Cláudia said...

Doppel, I never believed you were one of the bad guys. But I still believe you should have respected Viv's wish. I know more than you think, Doppel. And you would be surprised to. Some people now know that if Viv was what she is said to be, those people would be 'fucked' by now. Exactly because Madeleine is what matters in all this.
P.S: the 'fucked' is a quote. A famous one, for that matter.
Yes, Doppel, one day. :-)

Doppelganger said...

Claudia,

I don't like being used and I don't like seeing other people being used either.

Sometimes the ends don't justify the means and other people involved have also come to the same conclusion which is why I have a pretty good idea what has been going on.

I appreciate what you are saying about people on the 'other side', they may now 'realise', but what about the people on 'our side' who have been deceived?

Sorry Claudia, but which ever way you look at it, it is morally indefensible.

Cláudia said...

Sorry Doppel, I'm not a defender of the victim card. We're all adults here. If we can't take the heat, we should stay out of the kitchen.
And to be honest, I don't care about anything apart from Madeleine and Justice for her. Everything else for me is noise.

Doppelganger said...

Claudia

'I know more than you think, Doppel. And you would be surprised to'

Actually I was giving you the benefit of the doubt.

But despite what you have told me this evening, I have not crossed you off my list.

Because I also know more than YOU think and you also might be surprised too.

The only real victim in all this is Madeleine and I'm afraid both 'sides' have ended up 'dancing on her grave' in my humble opinion.

Thanks for answering my questions this evening.

Cláudia said...

Doppel, I don't want to be rude, but you're not getting it.
This is not about me or you. This is about Madeleine. I don't care if you give me the benefit of the doubt or it you cross me off that list. In fact, I don't even know what any of that has to do with Madeleine and her fate.
Believe me, we will all be surprised one of these days. It's just that some will be more surprised than others. Some people will think that this case is over soon. But they are so, so wrong. It will seem so, though. :-)
Regards.

Doppelganger said...

Claudia,

I appreciate you not wanting to be rude and I don't want to be rude to you either.

But all you are doing is agreeing with my point.

What has threatening to publish people's personal details or actually doing so, or harassing people or using and deceiving people got to do with getting justice for Madeleine?

The answer as you said yourself is nothing.

Don't want to waste any more of your time, or mine, so I will leave you in peace now.

At least you have the courage of your convictions and unlike other people are prepared to defend your actions.

:-)

Cláudia said...

That, Doppel, is a very interesting question. Maybe it's the price to pay.
Im not easily intimidated. And certainly not by people I don't know and don't respect.
'See' you.

josiepublic said...

Hi Claudia hun;

Today we are being bombarded once again with the message that the PJ have shelved the case and have drawn no conclusions; I don't know whether to laugh or cry; from the despicable "Up yours Senor!" by the horrible slimy racist Parsons to the dellusions of grandeur from the pink clown who thinks he is a lawyer/policeman the coverage of this case in our UK press has been appalling. As numerous posters have stated the only people I respect and trust are the PJ and those working with them- when they make statements to the effect that the McCanns are innocent I will believe it and not before.

Love Plainwaters,
XXXXXXXX

Cláudia said...

Hello, dear Plainwaters.
I've been saying for a long time that knowing something and proving it in a courtroom are two very different things. The PJ cannot state the McCanns are innocent or guity of anything. In the absence of strong evidence (which allows a case to go to court and be won), the case has to be shelved at sometime. However, that does not mean the investigation is over. It can be reopened at anytime.
However, I think that interesting times are to come. Once the secrecy is lifted, hundreds of investigative journalists will have access to the files and 'leave no stone unturned'. I'm sure the McCanns will appreciate it. An interesting book wiil soon be released and something tells me it will be a bomb. Furthermore, the files can be passed on to Metodo 3. Once Metodo 3 have access to the files, they will certainly (cough, cough) bring back Madeleine, safe and sound. In fact, that is the only way the pros will win. If Madeleine is returned safe and sound. And if that happens, if Madeleine is returned safe and sound, I will happily lose because that is what the world wishes. Of course I don't believe in miracles. Although it supposedly happened more than 2000 years ago with a chap called Lazarus.

Hope I'll read you soon, Plainwaters.
xxxx

josiepublic said...

Thanks Claudia for explaining; it is good to know that soon hundreds of journalists might have access to the evidence. I cant wait to read Mr Amaral's book and no doubt I'm not alone as this will be a far more accessible route to the truth than plowing through the masses of evidence; I suspect the pink clown and his circus are holding their breath at the thought of all us ordinary people being able to read Mr Amaral's words. I wish Mr Amaral and his family every happiness, God bless him and all those who work/worked so hard on Madeleine's behalf.
Love Plainwaters.
XXXXX

mandarinn said...

Mais uma vez quero agradecer e cumprimentar o Dr. Gonçalo Amaral pelo +elo brilhante e corajoso serviço que prestou ao serviço do nosso pais.
Desejo que gose uma feliz e bem merecida reforma.
Estou ansiosa por ler "A verdade da mentira", quando sair serei das primeiras a adquiri-lo.
Claudia,concordo absolutamente contigo.Uma coisa é sabwer e outra provar em tribunal, até pelas restrições que a lei impõe as provas. Mas quando acabar o segredo de justiça o sr. pink que se cuide . tudo sera investigado e tornado publico. Como se diz, ganhar uma batalha não é ganhar a guerra.

Cláudia said...

Plainwaters, investigative journalists will have a field day. Believe me, some of tried to stop this book and I believe some will keep trying. But there's no stopping now. Gonçalo Amaral is now a free man able to defend himself. And the truth will out. One way or nother. And God will certainly bless him and his family.
xxxx

Cláudia said...

Olá, Mandarinn.
Certamente que a vida do Dr Gonçalo Amaral irá agora ser mais calma. Mas também estou certa de que não é homem para estar parado. Graças a ele tivemos durante mais de 2 décadas um país mais seguro.
O livro dará certamente muito que falar. Eu diria mesmo, rios de tinta. Quando o processo se tornar público, eles podem ter a certeza que há centenas de jornalistas pelo mundo fora que não deixarão uma pedrinha sequer por revolver. :-) O sonho de qualquer bom jornalista...

Shu said...

From Joana´s Blog:

"Algarve: Gonçalo Amaral leaves the PJ in order to achieve “plenitude of freedom of expression” and to defend himself - LUSA

The former coordinator at the Polícia Judiciária for the “Madeleine McCann” case, inspector Gonçalo Amaral, told Lusa today that he is retiring from the PJ mainly to attain “plenitude of freedom of expression” and to consequently be able to defend himself.

Gonçalo Amaral, aged 48, started working as a civil servant at the age of 14, and today lives his last day at the service of the Polícia Judiciária, after recently having been the most exposed PJ inspector in the Portuguese and British media, for having coordinated the case of “Madeleine McCann”, the little English girl that disappeared in the Algarve on the 3rd of May of 2007.

In an interview to Lusa, Gonçalo Amaral explained that he is retiring at the age of 48 in order to “have plenitude of freedom of expression”.

“Why do I leave? I leave because I understand that the only way to acquire the plenitude of my freedom of expression is to leave the police. Because at this moment, to defend myself, I have to reacquire my freedom of expression”, he said.

The exercise of that freedom of expression starts this month, with the publication of a book about the Maddie case, in case – as it is foreseen – the judicial secrecy on the process is lifted.

Inspector Gonçalo Amaral, who also coordinated the case of the homicide of the child Joana Cipriano, told Lusa that he intends to publish a book about the “Maddie” case, as soon as this month.

“Everything depends on whether or not the judicial secrecy on the [Madeleine McCann] case is lifted”, the inspector observed.

Gonçalo Amaral refers that it is not extraordinary to retire at the age of 48.

“It’s not from another world, that I retire at the age of 48. I started working as a civil servant at the age of 14, I did the maths and I used to tell my colleagues at the [PJ formation] course that I would retire earlier than them. My calculations pointed at retiring from the police at the age of 46, but the rules were changed and it ended up not happening like that”, he said.

Gonçalo Amaral carried out his last mission as a PJ agent last Sunday, in Faro, within an investigation that had been going on for three months, through the Faro directory.

The result was the apprehension of approximately two-and-a-half tons of hashish in Faro, the equivalent to five million individual doses, at a location known as Praia dos Estudantes.

During the operation, in which Gonçalo Amaral participated one day before he retires, six men were also arrested and two sports boats were apprehended, which transported the hashish to land from the “mother boat”, of a fishing type.

About his professional future, the inspector says that “the secret is the soul of the business”.

The police agent did nonetheless reveal to Lusa that he would like to do a stay at a lawyers office in the Algarve, given the fact that he has a degree from the Law Faculty of Lisbon, but never had an opportunity to do a stay and to apply for the Bar.

“My life will pass through the Algarve. I’m an adopted Algarvian. Since 1986 that I have practically been living in the Algarve”, he said, guaranteeing that his professional life will always be situated in the Algarve.

Gonçalo Amaral was born 48 years ago in the village of Torredeita, located 10 kms from Viseu, which he left aged three months, to go to live in Lisbon. He has also lived in Barreiro.

At the age of 22, while studying electronics engineering at the Instituto Superior Técnico, in Lisbon, he opted to enter the course for PJ agents, where he was positioned in 12th place among a total of 40 candidates.

The first position was held by “doctor Almeida Rodrigues, a celebrity within the Polícia Judiciária”, Gonçalo Amaral remembered.

In 1997, Gonçalo Amaral started his night studies for a law degree, finishing with a medium score of 12.

In 1998, after 15 years of profession, he entered the course for sub-inspector, with over 100 candidates, all from within the PJ, and was classed in first place.

In 2000/2001, he entered the course to become a coordinator with 20 candidates, and within the interns, he finished in the second position.

The last day for Gonçalo Amaral, the former coordinator of the “Madeleine McCann” case, at the Polícia Judiciária is today. On Tuesday, he says, he will enjoy the “freedom to speak”.

A source with the PJ’s Public Relations Cabinet, in Lisbon, has reported to Lusa that Gonçalo Amaral does not have a substitute yet, but that there is “no obligation for him to be replaced”, as Gonçalo Amaral was not positioned in a leading post anymore.


by astro
*****************************

Cláudia said...

Olá, SHU.
Obrigada. Já tinha lido. Em ambas as línguas. Ainda há muito para dizer.
xxxx

pm said...

Cláudia

Felicito-a por este blog e eu como portuguesa e defensora da verdade também quero deixar uma palavra de agradecimento a todos os que lutaram e lutam pela verdade e justiça.
Apesar das noticias em contrário ainda me resta a esperança de um desfecho diferente para este caso, pois quero acreditar que não há crimes perfeitos e que o dinheiro e o poder não compra a verdade dos facto.

Paula

Cláudia said...

Olá, Paula.
Obrigada. Na realidade este blog não é meu. É de todos aqueles que acreditam que uma menina chamada Madeleine McCann merece verdade e justiça e que se orgulham dos muitos meses de trabalho árduo de homens e mulheres que viram os seus nomes e até vidas pessoais retratados de forma nojenta nos pasquins britânicos para tentar descobrir o que aconteceu a uma pequena trocada pelos pais por uma refeição, uns copos e umas gargalhadas. Eu apenas me lembrei de o criar.
Sempre acreditei que de uma maneira ou de outra um dia a verdade virá à tona. E o Universo encarregar-se-á de devolver aos criminosos (quem quer que eles sejam) os actos praticados. Mas tem razão, o poder e o dinheiro têm, de facto, muito peso. Na minha opinião, mais o poder que o dinheiro.
Volte sempre, Paula. E obrigada por perder uns minutos do seu tempo aqui.

pm said...

Claudia

Da maneira com falou posso dizer então que este blog também é um bocado meu. Como mãe este triste caso atingiu-me de uma maneira que é difícil explicar. Desde a fatídica noite que escrevo num forum Inglês - Sky news - onde tento fazer ver o trabalho da PJ e da justiça portuguesa. Não tem sido fácil pois não sou nem advogada nem pertenço às nossas forças policiais. sendo por isso difícil explicar as nossas leis.
Repugna-me a maneira como alguns falam de nós, do nosso País e do nossa justiça, principalmente quando percebo que não se deram ao luxo de "estudar" primeiro sobre o assunto.

Voltarei com certeza todos os dias.

Paula

Cláudia said...

Paula.

é com toda a certeza um pouco seu também. Penso que este caso afectou todos os portugueses, mais do que os britânicos, de uma maneira ou de outra.
Vejo que somos companheiras de batalha, então. Nunca comentei no fórum da Sky, mas comentava no fórum do Daily Express até os tentáculos do polvo o terem encerrado. Depois disso comento no blog Justice for Maddie and the Twins e, de forma menos assídua, na Gazeta Digital do Paulo Reis. No Daily Express conheci imensos Britânicos que apoiam a PJ e sabem bem qual é a verdade da mentira. É no meio dessa boa gente que comento no blog Justice for Maddie and the twins. Também eu não sou advogada nem tenho laços com as forças de investigação. Sou apenas uma cidadã comum.
Também me repugna aquilo de que fala. Mas no fundo, não deveríamos sentir repugnância, mas sim pena, porque na maioria dos casos, os ataques são fruto da ignorância, dos preconceitos e da xenofobia.
Volte quando quiser. É um praxer lê-la.
P.S: Trate-me por tu! :-)

Joana Morais said...

Obrigada querida Claúdia,
um abraço

Cláudia said...

Olá, Joana! :-)
Não sei o que fiz para merecer tão generosas palavras, mas obrigada eu! :-)
Um beijinho grande!

pm said...

Boa noite Cláudia

Pelo que li hoje parece que vamos ter que nos resignar para o facto do processo ir ser arquivado, sem provas concretas para acusar seja quem for.
Eu continuo a achar que os pais têm culpas no cartório mas se a PJ não consegue provar quem sou eu para confirmar!
Falta de sorte para Maddie que não verá justiça feita!
Será mais um caso estatistico apenas!

Cláudia said...

Boa noite, Paula.
Não me admira muito. Na realidade há vários meses que desconfiava de tal desfecho. Poderes mais altos estão em jogo. Mas de qualquer modo, a qualquer altura coisas podem acontecer. E olhe que há quem não esteja nada com vontade de se calar! :-) Nunca se sabe, não é?
Um beijinhos e espero lê-la em breve.

Anonymous said...

Boa tarde Claudia

Se ainda não viste, olha a entrevista que o Dr. Amaral deu ao Jornal Expresso:
Gonçalo Amaral em entrevista ao Expresso
"Desde o dia que saí soube que o processo ia ser arquivado"
Ex-inspector revela alguns segredos da investigação do caso Maddie. Garante que no processo existem provas e não convicções pessoais e revela que nunca Paulo Rebelo, o seu sucessor, o contactou para falar do caso. Perguntado sobre o que, hoje, diria a Gerry e a Kate McCann, respondeu: "Estou preocupado com a miúda, não com os pais". (Veja o vídeo da Expresso TV no final do texto)

Carlos Rodrigues Lima e Rui Gustavo
12:30 | Sexta-feira, 4 de Jul de 2008



Link permanente: x




Luiz Carvalho
O caso Maddie "foi mais político do que policial", diz Gonçalo Amaral
O seu nome e a sua carreira vão ficar para sempre ligados ao caso Maddie?
Não me preocupo com isso. Trabalhei sempre em equipa com a preocupação e o objectivo de chegar à descoberta da verdade. Nenhum polícia gosta de deixar um caso a meio.

Foi o que aconteceu com esta investigação? Ficou a meio?
Não por minha vontade.

Concordou com a decisão do anterior director da PJ que o afastou do caso?
Não. É uma decisão injusta e perigosa. Eu não fui retirado da investigação por incompetência. Saí por causa do rumo que a investigação estava a tomar. Mas a estratégia não foi decidida só por mim. Foi toda a gente. Envolveu a polícia inglesa e outros polícias portugueses. E o que se estava a investigar era a morte da menina, mesmo acidental.

Depois da sua saída, esse rumo foi mantido?
Não sei. Eu sou muito ingénuo e quero acreditar que a minha saída de Portimão teve como objectivo avançar com a investigação, porque a pessoa que foi para lá é muito mais capaz.

Acredita que Madeleine McCann morreu na noite de 3 de Maio no apartamento?
Sim. É nisso que eu e outras pessoas acreditamos. E não é porque idealizámos que é assim.

Há provas que sustentem essa tese?
Não posso entrar em detalhes do processo. Só digo isto: tenho a certeza que eu e as pessoas que trabalharam comigo fizemos um bom trabalho e duvido que alguém fizesse melhor. Um dia as pessoas hão-de ver o processo, podem concordar ou não, mas não há ali nada que ponha em causa o meu profissionalismo.

O rumo da investigação, homicídio, estava a incomodar o poder político?
Este caso foi mais político do que policial.

Algum político o pressionou?
Eu não fui pressionado, fui demitido.

Se houve homicídio, onde está o corpo?
Isso era o que íamos apurar a seguir. No dia em que fui demitido, estava a realizar diligências para que uma testemunha fundamental viesse a Portugal. Era preciso que a PJ pagasse a viagem, que arranjasse alojamento e isso estava a ser tratado. Mas depois a testemunha importante nunca veio a Portugal e nunca chegou a ser ouvida.

Mas porquê? Porque é que se abre uma excepção?A polícia inglesa foi usada pelos McCann para fazer chegar à PJ informação que não passava muitas de ruído?
Sim. E o casal ter um assessor de imprensa é uma figura que nem sequer está prevista no código processo penal. De alguma forma fomos todos influenciados pela campanha montada e que dizia que a criança está viva e tem de ser encontrada. Não digo que a polícia inglesa andasse a mando dos McCann, mas foi inluenciada, tal como nós fomos. A PJ devia ter arranjado maneira de proteger os investigadores de tudo o resto.

É estranho: diz que ficou estabelecido com a polícia inglesa que o rumo a seguir era o da morte da menina, que havia indícios suficientes, mas parece ter havido uma inflexão.
Sim. E fui demitido. Não sei se há relação directa. Sei que houve colegas da investigação que pediram uma sindicância à direcção da polícia para ver se o trabalho tinha sido mal feito. Se foram cometidos erros.

Acredita que chegou à verdade?
Tenho a convicção de que estávamos no caminho certo e que podíamos chegar não a saber tudo, mas uma grande parte. Agora, aquilo que recolhemos e que consideramos indícios pode não ser valorado da mesma maneira.

Uma das críticas que lhe fazem é que o resultado dos meses em que esteve à frente da investigação são muitas convicções e prova zero. Concorda?
Estive como coordenador da investigação desde 3 de Maio a 2 de Outubro. Cinco meses. Depois de mim vieram outras pessoas que estão lá há nove meses. Não estou a comparar, mas fomos profissionais e não tenho vergonha de nada. E quando o processo for público ver-se-á que não é bem assim não ter nada. Há indícios e estão nos autos. Fizemos centenas de inquirições e de buscas. Milhares de diligências e dali não resulta nada? A miúda esfumou-se?

A pista da morte da criança continuou a ser seguida depois da sua saída?
Não sei. O que posso dizer é que desde o dia que saí soube que o processo ia ser arquivado.

A ser assim, fica uma morte por esclarecer?
Fica. E diligências por realizar.

De quem foi a decisão de constituir o casal McCann como arguidos?
Todos. E o director nacional era informado de todas as decisões.

Alípio Ribeiro concordou com a decisão?
Exactamente.

Mas veio a dizer que a decisão tinha sido precipitada.
Precipitada? Quatro meses depois? Quando houve diligências concretas para reforçar alguns indícios? Quando se esperou pelo resultado de vários exames? E além disso, no nosso código existe o princípio da nau auto-incriminação. Uma pessoa não pode estar a falar eternamente como testemunha e fornecer indícios. É certo que há algum estigma no estatuto de arguido, mas não sei o que será pior. Eles foram constituídos arguidos, isso foi público, por simulação de crime e ocultação de cadáver.

Acha que cometeu algum erro?
Cometi um. O erro da primeira hora. Há coisas que ainda não posso falar. Mas temos consciência que há coisas que poderiam ter sido feitas de outra forma. Ninguém poderia ficar chocado se começássemos logo a investigação a ponderar se os pais tivessem ou não tivessem a ver com o assunto.

Depois de ter saído da investigação, alguma vez falou com o seu sucessor, Paulo Rebelo?
Não. É uma questão interessante de abordar. Se me afastaram pela barbaridade de um desafo, mas não por incompetência, seria de esperar que eu pudesse ser consultado. Mas tal nunca aconteceu.

Se, como tudo aponta, o caso for arquivado, a opinião pública vai responsabilizar a polícia portuguesa. Como reage?
Um arquivamento não é uma declaração de inocência. Um processo pode ser arquivado e reaberto. Um eventual arquivamento neste caso até pode ser uma declaração de alguma incapacidade da polícia, ou pode ser uma valoração diferente.

O que é que diria aos pais de Madeleine?
Não tenho nada a dizer. A minha grande preocupação é a miúda, não são os pais.

Cláudia said...

Boa tarde anónimo/anónima. (Paula, Marga?)

Sim, eu já li. Interessante, não é? E atenção, isto é o que pode ser dito nesta altura em que ainda vigora o segredo de justiça. Quando este terminar...
Hoje à noite, no Jornal da Noite da TVI, O Gonçalo vai dar uma entrevista, julgo que em directo, à Manuela Moura Guedes. Também interessante, calculo. :-)

Anonymous said...

Claudia

esqueci-me de assinar, sou a Paula mas como nunca me lembro da minha password escrevi como anónimo.
Acabei de copiar a entrevista do Dr. Amaral para o forum da Sky news. Penso que está na hora de vestir o meu fato de guerra. Bjos
Paula

Cláudia said...

Olá, Paula.

Não faz mal. Eu desconfiei que eras tu. Acho que vêm aí tempos interessantes. Olha, dá-me o endereço do fórum para eu dar uma vista de olhos quando puder. Eu já nem dispo o meu fato de guerra. Só quando estou a dormir.
Eu vivo em Viseu. És do norte ou mais do Sul (não entres em detalhes se não quiseres).
Beijinhos.

Anonymous said...

Sou de Coimbra

O link é:
http://blogs.news.sky.com/discussion

Tens que ver UK news
Depois o forum onde escrevo chama-se Latest news on Madeleine and the Mc canns

Eu sou a PM ou PT dependendo se estou a escrever do trabalho ou de casa

Se tiveres dificuldades diz que eu ajudo

Paula

Cláudia said...

Obrigada, Paula. Se tiver problemas, eu grito por socorro!
:-) Somos quase vizinhas! :-)

Anonymous said...

Já começaram a denegrir a imagem do homem. É hoje que eu mato alguém através da internet.
Estou a brincar

Era optimo que também lá escrevesses pois neste momento sou a unica portuguesa.

Paula

Cláudia said...

Mentalmente eu já cometi vários homicídios desse tipo! lolol
Vou tentar escrever de vez em quando. Não é muito fácil, porque escrevo noutros sítios, mas há alfinetadas que cheguem para todos! :-)
O Gonçalo aguenta-se à bronca.

Anonymous said...

boa noite Cláudia

Apenas te quero dizer que estiveste muito bem no forum da Sky, és uma mulher de coragem.
Mais admirada fiquei quando percebi a tua idade. Já agora: parabéns com 1 dia de atraso.
Aproveito para te dizer que tenho 36 anos, sou de Coimbra e sou engenheira mecânica.
Acabei por não poder ver a entrevista na TVI, a minha filha necessitou de mim naquele preciso momento. Que tal foi?
Bjos
Paula

Cláudia said...

Boa noite, Paula.
Obrigada. Mas para mim já é hábito. Eu comentava no DE, que pelo que pude perceber era muito, mas muito pior que o fórum da Sky. Estou habituada a lidar com eles e quando comecei, era mesmo das poucas a remar contra a maré e quase nenhum 'bife' estava contra os McCann. Agora as coisas mudaram. De qualquer modo, não é coragem. É mau feitio! lolol
Obrigada. Sim, tenho 29 anos feitos ontem (obrigada!), sou de Viseu e sou professora. Também faço traduções.
Engenheira mecânica. Que fixe!!!:-)
Quanto à entrevista, nada de muito novo. MAs vai à Gazeta Digital, do Paulo Reis. Está lá um resumo muito interessante, em inglês. Na parte em Português, até está a entrevista para fazeres download, se quiseres!
Beijinhos!

Anonymous said...

Credo

Li agora o meu comentário e a primeira frase não tem sentido nenhum, não sei o que se passou.

O que eu queria dizer era que estiveste muito bem no forum da Sky, és uma mulher de coragem!

Paula

Cláudia said...

Nada de errado com a tua frase. Muito generosa, aliás. E imerecida!

Anonymous said...

Boa noite Cláudia

Regressei agora de um jantar de familia e como te disse tenho tios e primos advogados. Sabes o que me disseram ser a opinião deles acerca das ultimas noticias, entrevista do Dr. Amaral e artigo do Correio da Manhã? que era uma maneira bastante intiligente de envolver a opnião publica no sentido de forçar o juiz e o poder politico a:
1- acusar a negligencia atroz que houve e que parece estar a passar ao largo:
2 - pressionar o juiz(juizes) a tomarem medidas de acusação em tribunal
O que achas?
Bjos
Paula

Cláudia said...

Olá, Paula. Boa noite.

Sinceramente, a questão legal passa-me um pouco ao lado, por não ter formação nessa área. No entanto, o que dizes parece-me fazer todo o sentido. Era bom, não era?
A negligência é inegável e é uma verginha se não for punida. Ou pelo menos julgada.
Seria fantástico!
Beijinhos!

josiepublic said...

Hi claudia hun hope you're having a good Sunday, its been nice to read a few of our papers reporting Mr Amaral's words without unnecessary and biased comments even if they're in the minority. Perhaps the tide is turning now? Lets hope so.
Love Plainwaters.
XXXX

Cláudia said...

Hello, Plainwaters!
Been away all day at a Christening. Perhaps it is. Let's wait for the secrecy to be over. I think interesting times are coming.
xxxx

jo said...

My personal belief is that Kate suffered a temporary lack of sanity and she smothered Madeleine with cuddle cat because Madeleine would not settle back to sleep.

Kate had previously gone through several IVF treatments which puts the body through a lot of physical and mental stress.

She also worked part time as a GP which would have been very demanding.

I also believe she suffers from a narcissic personality disorder and all these sad things came together when she lapsed into a psychosis and smothered her daughter.

There have been too many lies told by the McCanns regarding the shutters, the distance from the apartment to the tapas bar etc.

Their campaign to search for Madeleine is a smokescreen for covering up her accidental death.

Cláudia said...

Hi, Jo. Thank you for commenting.
Personally, I have to disagree with you because smothering someone cannot be accidental. Smothering someone is murder. Although I believe the McCanns know more than what they say and although they have obviously done their best not to cooperate with authorities, I never believed the murder theory, in spite of having good friends who do. Personally, I have very good reasons not to believe so.
As for the campaign, I also find it sinister to say the least.

Cláudia said...

Jo, the posts aren't published immediately because I have comment moderation on. Only after approval do I publish them.
Hope I'll read you soon.

Anonymous said...

Boa tarde Claudia:

eu pessoalmente acho que houve um acidente dentro daquele apartamento, só não consigo perceber porque é que não o assumiram. O que teriam medo de ser descoberto?

Bjos

Paula

Cláudia said...

Olá, Paula.
Pois, essa também é, para mim, a versão mais provável. Em relaçáo à tua pergunta, acredito estar aí a chave do mistério.
Beijinhos!

Sara said...

Na minha humilde opinião, não o assumiram porque se encontravam num país estrangeiro e tiveram medo. Vocês sabem como os bifes pensam: tugas, espanhois, somos todos duma "casta" inferior, terceiro mundistas mesmo. Basta ir ao Algarve e ver a atitude de alguns que se vê bem as manias. Então, na minha opinião, entraram em panico. Acharam que não seriam compreendidos e que acabariam numa prisão qualquer a apodrecer (estou mesmo a imaginá-los a visualizarem uma prisão tipo Turca). Para se salvaguardarem, para não perderem a custódia das outras duas crianças num país estrangeiro cujas leis desconheciam, e como até conseguem pensar rapidamente, têm bons conhecimentos no seu país - sabe-se lá (embora se adivinhe) porquê - decidiram criar uma manobra que cresceu e se tornou num circo. O circo que continuamos a ver hoje e que embora possa enganar alguns, permite a muito manter os olhos bem abertos e aperceberem-se do que realmente se terá passado.
Para mim, foi isto, que aconteceu. Acredito que, como foi um acidente, embora tristes, não sentem que mereçam castigo, pois acham que perder a menina já é castigo suficiente e daí defenderem-se com unhas e dentes...
Isto é a minha opinião sobre o que terá acontecido naquele fatídico dia 3 de Maio de 2007.

Cláudia said...

Olá, Sara.
Obrigada por ter comentado.
Para ser sincera, a minha opinião em relação ao que terá acontecido é, grandemente, coincidente com a sua. Com um aspecto adicional. Parece-me inacreditável que não sejam punidos pela inegável e óbvia negligência em relação aos 3 miúdos. Fossem eles Portugueses...
Espero voltar a lê-la aqui.

josiepublic said...

Just a quick hello Claudia hun;
The baby is very beautiful;I'm sure the Christening was wonderful.I hope you and your family are well. I for one still have absolute faith in the PJ and the others fighting for Madeleine and against crime- thank goodness for them- the world would be a much darker place without them.

Love Plainwaters.

XXXXX

Cláudia said...

Hi, Plainwaters!
The Christening was fantastic but it wasn't Sara's (the baby in my picture). It was Clara's. Sara is only 16 days old. :-)
We are all fine, fortunately. Hope all is well with you and yours too.
I always have faith in those who put their lives on the line everyday so we can all be safer and criminal free. And nothing will ever change that.
Hope I'll read you soon again! :-)
xxxx

Anonymous said...

Boa tarde Claudia

Segundo acabei de ler na próxima segunda feira ficaremos a saber o veredicto final acerca do que vai acontecer ao caso

Espero que estejas bem

Paula

Cláudia said...

Olá, Paula. Boa tarde.
Ainda não li nada acerca disso, mas a gente desconfia, não é?
Eu estou bem, felizmente. Espero que contigo também esteja tudo ok.
Beijinhos!

Anonymous said...

Claudia

chama-me ingenua mas ainda me resta uma ligeira esperança que não arquivem o caso.

ainda por cima a noticia diz" Madeleine: Procuradoria-Geral da República divulda segunda-feira "uma solução" para o caso"

Arquivamento para mim não é "solução2 é uma sequência de falta de provas

Bjos
Paula

Cláudia said...

Paulinha, não te chamo ingénua. Chamo-te bom coração e generosa. Adorava que tivesses razão, claro. Mas há meses que tenho outras indicações. A não ser claro, que se decida lidar com a negligência. Mas não sei, não.
Muitos beijinhos para ti!

Anonymous said...

bom dia Claudia

Não ouvistes os meus berros aí em Viseu? LOL

Já leste o artigo do Correio da Manhã de hoje?

consegues ler todo?

eu não consigo porque estou a ler através da internet, mas estou em pulgas para o ler todo

Bjos

Paula

Cláudia said...

Olá, Paula.
Não te ouvi, não! LOL
Ainda não li todo, também. Mas parece-me muito interessante...
Beijinhos e até breve.

Anonymous said...

a esta hora se calhar já o leste, mas em todo o caso aqui vai:

McCanns querem ocultar os dados do Laboratório de Birmingham

Um magistrado e dois polícias, incluindo Stuart Antes, responsável pela ligação com a PJ, estiveram no Tribunal de Portimão, ontem, tentando convencer o Ministério Público procurador Magalhães e Menezes não a libertação de todo o processo de desaparecimento de Madeleine a partir do judiciário segredo. Uma das situações que o Inglês queremos é que o relatório preliminar da Birmingham laboratório, que menciona que "15 dos 19 marcadores genéticos que foram encontrados em um resíduo que foi recolhida a partir do arranque do carro do casal, são um jogo [com as crianças desaparecidas] "não é tornado público. A sua pretention foi negado.

Também os resíduos que foram recolhidos por trás do sofá, segundo o primeiro relatório, "coincidem com as correspondentes componentes do perfil do DNA Madeleine McCann", que levou a polícia Português e Inglês também o agente de ligação no fundamento as suas suspeitas de que a criança faleceu entre 5,30 h e 10 hs, no Ocean Club, na Praia da Luz, e que o corpo foi transportado no carro que foi alugado pelos pais 22 dias depois.

Com o levantamento do sigilo judicial na próxima semana, alguns desses documentos podem ser tornados públicos. CM sabe que os fundamentos do relatório preliminar, aliadas aos elementos que foram recolhidos pelo inquérito, entretanto, levaram as autoridades para o caminho dos pais como suspeitos da morte do filho. Kate e Gerry McCann mais tarde alegou que não havia indícios contra eles, mas um outro relatório, assinado por Mark Harrisom, o Inglês policial que foi designado para ajudar as autoridades Português, também afirmou peremptoriamente que a menina estava morta. O mesmo funcionário Inglês admitiu a possibilidade de que o corpo de Madeleine pouco tinham sido lançados ao mar, e defendeu igualmente as potencialidades dos cães, que são especialistas na detecção de cheiros de cadáver e de sangue.

Detalhes

Extraído do cabelo. Madeleine McCann do DNA foi extraído a partir de vários resíduos que foram recolhidos no apartamento. Entre eles, os pêlos que foi encontrado com a menina do pincel, e também saliva que foi recolhida a partir do travesseiro.

19. Em Portugal, a recolha de 19 de marcadores genéticos é exigido para a determinação da paternidade. Mas, em outros países, como a E.U.A., apenas 12 são exigidos.

15. Sobre os resíduos que foram recolhidos a partir do arranque do veículo alugado após o desaparecimento de 15 marcadores genéticos são idênticos aos que foram encontrados Madeleine.

Traços de um crime

Dois cachorros que são especialmente treinados para ajudar na investigação criminal detectado no cadáver cheiro McCanns' quarto, na sala de estar, a Kate do vestuário, com a menina do brinquedo e suave sobre o carro-chave, assim como vestígios do sangue no carro e arrancar, no apartamento da sala de estar.

Teórica possível contaminação

O segundo relatório do Inglês laboratório, que foi enviado após os familiares da criança foram feitas arguidos, levanta dúvidas teóricas que acabam por anular as primeiras conclusões.

Os técnicos dizem que, se os resíduos que foram recolhidos são a partir de uma única fonte, então eles pertencem a Madeleine. Mas, se eles estivessem contaminados com ADN ou de Kate Gerry (que apresentam semelhanças genéticas porque eles são os pais biológicos), eles não podem pertencer ao filho. Para além de que, segundo os especialistas, os resultados obtidos são tão complexos que não permitem uma leitura absoluta.

British técnica pode ser verificada

A técnica que foi usada pelo Inglês peritos para verificar o teor de resíduos que foram recolhidos a partir da McCanns' apartamento e carro é um dos mais sofisticados do mundo.

É utilizado nesse país e nos Estados Unidos, uma vez que permite a extração de DNA a partir de perfis muito ténue resíduos, por aumentar a amplificação ciclos. Devido ao fato de que exige muito caro para o material, e conduz a resultados que são difíceis de decodificar, esta técnica não ganhou seguidores na Europa ainda.

Nesses relatórios, que foram enviados à Polícia Judiciária meses para além de si, as autoridades começar por explicar a técnica que é utilizada, e afirmam que eles utilizaram uma amostra de referência de DNA Madeleine McCann. Essa amostra foi obtida a partir de "saliva manchas que existiam sobre a pillowcase".

DNA a partir do resto da família também foi verificada, pois eles contêm marcadores genéticos semelhantes e para evitar qualquer confusão com os resultados.

Ao longo de todo o 22 páginas do relatório, que foi assinado pelo mesmo perito em ambos os casos, é frequente para o especialista em Microbiologia e Bioquímica de admitir que a complexidade dos dados obtidos não permite uma leitura correta.

No entanto, o laboratório tem duplicação dos resíduos, um facto que torna possível para os mesmos resultados que podem ser contestado pela Português Medicina Forense peritos.

De acordo com o que o nosso jornal foi capaz de estabelecer, algumas questões ainda estão no ar e ao arquivamento previsto na segunda-feira não é, certamente, vai precisar deles. A saber, o factor de motivação para os resultados do teste de ter tido vários meses para ser levadas ao conhecimento das autoridades, e de terem sido alterados, de tal forma substancial.

Deve também ser referido que separam testes foram feitos posteriormente, o que originou outros relatórios - todos eles continuaram a ser inconclusivos.

Gerry é o pai

A possibilidade, que foi avançada por um jornal Português, nunca foi objecto de inquérito. Gerry é AFRODITE's e os gémeos "pai biológico, de acordo com o que os perfis genéticos dos membros da família foram capazes de confirmar.

Murat | Compensação - Murat vai receber 757 mil euros a partir de jornais britânicos que reconheceu ontem que eles tinham publicado difamatórias e falsas notícias sobre ele.

Arquivamento | Provas - O arquivamento do processo, que deverá ser anunciado na segunda-feira, não significa que o caso vai ser enterrado. Ela pode ser reaberto se aparecer novas provas.

McCanns | Arguidos - Se não existe um final expedição, Kate e Gerry permanecer como arguidos. Hoje, Robert Murat também mantém o mesmo estatuto.



fonte: Correio da Manhã 18.07.2008, edição impressa

Paula for you :)

Cláudia said...

Paulinha, obrigada.
Mas não viste o meu mais recente artigo do blog? Depois deste já publiquei mais dois e o mais recente é sobre isso.
Obrigada por te lembares de mim.
Beijinhos!

Anonymous said...

Claudia

não fales em chinês para mim!
Onde é que eu leio o teu mais recente artigo?

eu só conheço esta página!

Por falar nisso: já sabes que o livro do Dr. Amaral vai ser lançado na próxima 5ª-feira em Lisboa no corte inglês?

Cláudia said...

Minha linda, andas a perder o resto do blog! :-)
Faz assim: clica no título do blog Prou of the Pj e vais ter à página principal. Se não der, a morada da página prinicpal é esta:

http://proud-of-the-pj.blogspot.com/

Realmente estava a achar estranho comentares sempre no mesmo artigo apesar de existirem outros. :-)
Sim, eu sei do lançamento, Já sei há algum tempo. :-)
Beijocas.

Anonymous said...

Caramba não te consigo dar uma novidade!

vou tentar lá estar na próxima 5ª-feira!

Sabes qt tempo irá demorar para lançarem nas outras cidades?

Vou ler os outros blogs agora

Paula

Cláudia said...

:-)

Infelizmente não vou poder ir.
Mas espero ter a obra prima em breve.
Não faço ideia quanto às outras cidades. Depende muito da editora, sabes? Quando foi "A Estrela de Madeleine", por exemplo, conseguia comprar em Viseu no mesmo dia do lançamento nacional, da parte da tarde.
Beijinhos!

Anonymous said...

Bom dia Claudia

Hoje é um dia importante para quem acredita como eu que mais cedo ou mais tarde se fará justiça para a pequena Maddie.

Bjos
Paula

Anonymous said...

necessario verificar:)

Cláudia said...

Pode traduzir?